Soutien aux inculpés du 11 Novembre : O dia 11 de Novembro
[fr] [de] [en] [es] [it] [pt] [ru]
O dia 11 de Novembro

quarta-feira 31 de Dezembro de 2008 , por soutien11novembre

No passado dia 11 de Novembro, depois duma operação policial com 150 policiais antiterroristas, 1 helicóptero, muito caos, (e também dezenas de jornalistas), foram detidas vinte pessoas em quatro locais da França (Paris, Rouen, no Este, e numa pequena aldeia do centro chamada Tarnac, onde algumas delas morram numa quinta comunitária), tendo ficado 10 em detidos para interrogatórios. Presentemente 9 pessoas estão a ser acusadas, sem provas, de “associação de malfeitores” e “terrorismo” por alegadas sabotagens nas linhas do T.G.V, permanecendo duas em prisão preventiva.

O facto de serem acusados de “terrorismo” faz parte de uma estratégia estatal para os isolar e os separar do resto da sociedade. Quem deseja apoiar pessoas que querem espalhar o terror? É, também, uma maneira de alimentar o medo estrutural relativamente ao mundo do Capital. “Não tenham medo dos terroristas (ou dos imigrantes, dos jovens, dos sem tecto…), estamos aqui para vos proteger”, diz o Estado. Nos tempos actuais, quando a democracia já não faz sonhar muita gente, perante a ideia de que o principal objectivo da vida seja trabalhar e comprar mercadorias - o que já vem sendo questionado tanto na teoria como na prática - onde a crise não só económica mas também ecológica, ética, social parece cada vez mas incontrolável, o Estado têm de manter apertar o controlo das pessoas à sua volta.

Apelamos a que manifestem a vossa solidariedade da melhor forma que queiram. Podem também enviar dinheiro, ideias de cartazes, e tudo que possa ser útil ao comité de apoio que se criou em Tarnac, entre os moradores da aldeia (www.soutien11novembre.org). Sobretudo falai sobre este caso para fazer saber o mais alargadamente possível o que aconteceu e o que ameaça cada pessoa que não se resigna a sobreviver mas sim que quer viver, com tudo o que essa palavra implica. Podeis ainda contribuir para que se exerça uma pressão internacional (com efeito, já existe um comité de apoio na Bélgica e outro nos Estados Unidos, na Rússia e na Suíça) sobre o Estado francês, ao menos enviando e-mail ou um postal ao consulado ou á embaixadora francesa local.

Criámos já um e-mail para os contactos com interessad@s aqui em Portugal solidariedade11novembro(at)gmail.com

SOLIDARIEDADE TOTAL COM OS ACUSADOS

Porto, pessoas que não se resignam a viver a dominação